RSS

Arquivo mensal: novembro 2012

A herança

Era uma vez um homem muito rico, dono de uma imensa fortuna, colecionador de quadros famosos, de carros e tudo mais que fosse de valor.

Tinha uma esposa a qual muito amava e o sonho de ambos era ter um filho, porém, ela não conseguia engravidar. Como tinha muito dinheiro, procurou os mais renomados médicos na área até que um dia ela finalmente conseguiu engravidar, porém, uma gravidez de risco.

Enfim chegou, após 9 meses, nasce o filho tão esperado, porém sua esposa são suportou e veio a falecer. Aquele homem ficou muito triste, mas, seu amado filho o confortou e ele novamente pode ser feliz, ele crescia e eles brincavam, se divertiam juntos, era filho e melhor amigo. Passaram se os anos, tudo ia bem, mas, novamente um peso veio sobre sua vida, seu filho começou a adoecer e uma nova jornada ele teve que caminhar. Não encontrava a cura para um mal desconhecido que acometia seu filho. Um dia passeando com ele, abatido, encontrou no caminho um pintor, então pediu que pintasse o rosto de seu filho.

Passa se algum tempo e seu filho faleceu. A angustia tomou conta do seu coração, sua fortuna já não lhe valia mais nada, ficou recluso e vindo também a falecer.

Como era muito rico, em vida deixou um testamento, que todos os seu bens deveriam ser leiloados. Assim foi feito. Chegou o dia do grande leilão, estavam presentes grandes empresários, pessoas mais ricas, pois todos interessavam pelo seus carros de luxo, seus quadros famosos, suas joias…porém para o leilão ele havia fixado uma única regra, que o quadro com a foto de seu filho deveria ser o primeiro item a ser leiloado. Assim fez o leiloeiro, começa o grande leilão, e o quadro com a foto de seu filho foi ofertado – Quanto dão por este quadro? Quem? Alguém?

Ninguém ofertou nada, provavelmente ninguém gostou da foto daquele garoto doente, mas, quando o leiloeiro já ia passar para outra oferta, uma mulher gritou, eu compro – Quanto a senhora oferece por este quadro? Perguntou o leiloeiro. Ela abriu sua bolsa, pegou todas as moedas, era todo o dinheiro que tinha, num total de R$ 5,40, assim ela arrematou o quadro.

Perguntou-lhe o leiloeiro – Porque a senhora quer esse quadro? – Respondeu ela – Fui sua baba e cuidei dele até sua morte, nunca vi pessoa mais dócil e feliz. Assim quando o leiloeiro foi preparar a documentação e entregar o quadro a ela, no quadro havia um bilhete para o leiloeiro, “quem arrematar esse quadro, leva também toda a minha fortuna e todos os meus objetos do leilão”. Foi um total alvoroço, pois, todos ali presentes tinham muito interesse naquela imensa fortuna ali ofertadas.

Assim foi, aquela simples senhora, por um simples quadro, pelo carinho, herdou toda a fortuna.

…..Para pensar…….

(Baseado numa história homônima de autor desconhecido)

 
Deixe um comentário

Publicado por em 11/11/2012 em Mensagens